Imagem de fundo
Barra Lateral
Topo
Por Camilla Gurgel

Você gosta de ajudar as pessoas, mas escolhe fazer jornalismo. Quer ser terapeuta, mas acaba cursando administração. Fez engenharia elétrica, mas acaba virando psicóloga. São muitas as mudanças que a vida nos traz. Sobretudo porque a escolha da profissão ocorre, muitas vezes, aos 17 anos de idade, quando temos pressa e somos jovens o suficiente para querermos todos os caminhos ao mesmo tempo.

Outra coisa bem comum é escolher algo para determinada fase e depois, frente a diversas mudanças ocorridas na vida e em quem somos, sentirmos a necessidade de também mudar de caminho profissional. Às vezes, uma experiência má sucedida em algum ambiente de trabalho, uma indisposição com algum colega ou chefia, uma vivência interrompida de forma abrupta, a falta de validação ou reconhecimento, a impossibilidade de realizar alguma atividade específica, o acúmulo de funções sem a remuneração devida, nos fazem perder a motivação profissional. E quando algo se encerra sem ter sido bem resolvido dentro de você, a sua energia fica conectada àquela situação de fracasso ou frustração ainda que já esteja vivendo outra experiência.

Portanto, quando honramos cada experiência, liberamos o que vivemos de ruim, energias que porventura tenham ficado aprisionadas ou tensionadas, reconhecemos os aprendizados, estamos enfim prontos para seguir adiante e recebermos o novo em nossas vidas.

Leia o post completo

Por Camilla Gurgel

Muitas pessoas chegam até mim e revelam que estão em busca de um sentido maior para a vida. Elas devem vir por ressonância, pois uns anos atrás eu também me questionava o sentido de estar por aqui, qual seria a minha missão, o meu propósito? Deveria ter algo maior por trás de tudo que estava acontecendo comigo. Foi aí, que em um belo dia, em uma conversa informal eu ouvi: “A vida não é uma ideia para fazer sentido. Ela é uma experiência que precisa ser vivenciada, é o que você faz dessa experiência que faz sentido ou não.”

Passei dias pensando sobre isso. Sim, somos nós que damos ou não sentido ao que vivemos.

Leia o post completo

Por Camilla Gurgel

Muito tem se falado sobre o Coaching nos últimos tempos, dos limites da atuação à ética de profissionais formados, algumas vezes, em cursos de finais de semana. Recentemente, uma infeliz abordagem em um telenovela colocou mais uma vez a atuação do Coaching no foco de discussões polêmicas.
Para além de tudo isso, com enorme alegria, fiz uma formação de 100 horas, no curso de Coaching Sistêmico reconhecido pela ICF ( International Coach Federation) como ACSTH ( Approved Coach Specific Training Hours). Foi mais uma jornada de aprendizado, iniciada em julho de 2017, que fortaleceu a visão sistêmica e multidimensional do SER que já havia em mim e que coloco em prática em cada atendimento que realizo.
Sim, somos seres multidimensionais, embora muitas vezes liderados pelo mental, são ricas as informações contidas nos nossos corpos emocional, físico, espiritual e social, pois elas remontam quem realmente somos, em essência.

Leia o post completo

Por Camilla Gurgel

Muitas pessoas têm dúvidas sobre com qual periodicidade devem fazer uma limpeza energética e alinhamento dos chacras. Quais os resultados dessa terapia? Para que tipo de situação ela é indicada?

A terapia de limpeza energética e alinhamento dos chacras pode ajudar em muitos casos, sobretudo se você sente que tem algo que não está fluindo na sua vida. Ao sentir-se cansado em excesso, sem prazer de viver, com raciocínio mais lento, lapsos de memória, com problemas no sono, ou mesmo sem ânimo para relacionamentos, com insegurança, dificuldade de fazer e sustentar suas escolhas, por exemplo. Leia o post completo

Por Camilla Gurgel

Primeiro – Chacra Básico (Muladhara ou chacra raiz) é o centro de energia que se localiza na base da coluna vertebral e nos conecta à Terra, ao mundo material e físico, assegurado nossa SUSTENTAÇÃO e SOBREVIVÊNCIA.  Por meio dele, nos mantemos aterrados, presentes em nossa vida. Em geral, tem a cor vermelha. Está interligado à glândula suprarrenal, rege pernas, pés, ossos e coluna vertebral.  Leia o post completo

Por Camilla Gurgel

Segundo – Chacra Sacro ou Esplênico (Swadhistana) está localizado quatro dedos abaixo do umbigo, no centro da energia vital: o hara. Está intimamente ligado às glândulas sexuais: ovários ou próstata, além de no campo físico influenciar também a bexiga, o apêndice e parte do intestino.  Esse ponto de energia é responsável pelo PRAZER de viver, pelo poder da CRIAÇÃO, tendo profunda conexão com o sentimento de ACOLHIMENTO ou não pelo mundo, influenciando a forma como nos relacionamos com os outros. Normalmente, sua cor é laranja. Leia o post completo

Por Camilla Gurgel

Terceiro –  Chacra Plexo Solar ( Manípura) está localizado sobre o abdômen, acima do estômago. No corpo físico está conectado ao pâncreas. Em geral, tem cor amarela. Esse chacra tem a ver com a forma como eu lido com a autoridade do outro sobre mim e como eu coloco o meu poder pessoal no mundo, a forma como exerço a minha vontade. Ele armazena medo, ansiedade, raiva e controle, podendo gerar no corpo doenças no estômago, fígado, baço e até dificuldade de evacuar, afetando o intestino. Leia o post completo

Por Camilla Gurgel

O Chacra Cardíaco (Anahata) é um centro de energia localizado sobre o coração, intimamente conectado à glândula timo, que é responsável pelo nosso sistema imunológico. No campo físico também está conectado ao sistema circulatório e aos pulmões, onde guardamos a sensação de tristeza e aos seios, onde armazenamos a mágoa. No campo energético tem a ver com a forma como eu expresso o AMOR universal e o meu amor por mim mesmo (autoestima), além dos meus sentimentos e valores mais profundos, como COMPAIXÃO e gratidão. Sua cor se manifesta em duas vibrações: rosa e verde. Leia o post completo

Por Camilla Gurgel

Quinto –  Chacra Laríngeo (Vishudda) está situado sobre a garganta, é por onde expresso para o mundo aquilo que sinto e o que eu sou. A palavra dele é COMUNICAÇÃO. Está relacionado com as glândulas da tireoide e paratireoide, boca, cordas vocais, traqueias, faringe, ouvidos e vértebras cervicais. No corpo físico pode ainda afetar as articulações de ombros, braços e mãos. A cor dele, de maneira geral, é o azul celeste. Quando ele está bloqueado, a pessoa pode sentir dificuldade de comunicar, de expressar a sua essência no mundo de forma criativa. Leia o post completo

Por Camilla Gurgel

O Chacra Frontal (Ajna) é comumente conhecido como terceiro olho, está localizado um pouco acima dos nossos olhos, no meio da testa e é responsável por nossa visão interior, nossa INTUIÇÃO. Ele está fisicamente vinculado à glândula hipófise, aos olhos, ouvidos e nariz e influencia a nossa capacidade de raciocinar, de absorver informações e aprendizados. Normalmente, apresenta-se em cor azul índigo. Leia o post completo

Camilla Gurgel

Jornalista e Terapeuta Holística formada pela Escola Dinâmica Energética do Psiquismo (DEP), trabalha com cura quântica, limpeza energética, alinhamento de chacras e reconfiguração do campo familiar. Realiza sessões de Barras de Access Consciousness™, Constelação Familiar individual e Coaching Sistêmico, no qual concluiu formação reconhecida pela ICF (International Coach Federation). Também é Ativadora de Vida formada pela Escola Moderna de Mistérios.

Acredita que na essência de cada indivíduo há um curador e terapeuta,  pois ao movimentar-se em busca de autoconhecimento cada um cura a si mesmo e colabora para a cura planetária, emitindo para o universo essa energia. Portanto, eu mudo, tudo muda!

Sobre o Blog

Eu Mudo, Tudo Muda é um blog voltado para a expansão de consciência por meio do autoconhecimento e do estudo de terapias holísticas. Acredita na força de cada indivíduo como curador de si  mesmo e colaborador da cura planetária. Ao desenvolver o amor próprio e o autocuidado,  cada ser se transforma em alguém melhor e mais inteiro, expandindo essa energia de mudança e evolução para o universo.

Leia Mais

Participe do Blog

A sua história pode inspirar muitas pessoas, envie suas informações que eu conto no blog o momento da sua vida em que transformou dor em dom, dando uma grande guinada.






O que tenho feito pra mudar o mundo